quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Yanni - Dare to Dream

  1. Once Upon a Time
  2. A Love for Life
  3. Nice to Meet You
  4. So Long My Friend
  5. You Only Live Once
  6. To the One Who Knows
  7. Face in the Photograph
  8. Felitsa
  9. Desire
  10. Aria
  11. A Night to Remember
  12. In the Mirror
Dare to Dream

Yanni, (nascido Yiannis Chrysomallis, Kalamata, Grécia, 14 de novembro de 1954) é um músico, tecladista e compositor.

Os pais de Yanni Chrysomallis eram artistas e fãs de música clássica. Filho de uma cantora e de um violonista, Yanni cresceu ouvindo Beethoven, Mozart, Chopin, Stravinsky e outros grandes nomes eruditos. Estas acabaram se tornando as maiores influências de sua carreira como tecladista e compositor de um estilo que ele prefere chamar de instrumental contemporânea.

Apesar de sempre ter sido um amante de música, Yanni passou a infância e adolescência dedicando-se à natação, e aos 14 anos já havia batido recordes na Grécia como nadador.

Aos 18 anos, mudou-se para os Estados Unidos, onde cursou psicologia na Universidade de Minnesota por três anos e meio. No entanto, ao terminar a faculdade, decidiu abandonar a carreira de psicólogo antes mesmo de iniciá-la, resolvendo dedicar-se apenas à música. Aos 21 anos, Yanni aprendeu a tocar teclado sozinho e passou a fazer parte de uma banda de rock local intitulada Chameleon.

Alguns anos depois, decidiu mudar-se para Los Angeles com o baterista Charlie Adams, que conhecera na época do Chameleon, e começou a gravar suas próprias composições pelo selo Private Music. Em 1986 lançou seu primeiro álbum, Keys To Imagination. O álbum trouxe a Yanni um impressionante séquito de fãs.

A partir daí, não demorou muito para o tecladista estabelecer-se como um conceituado músico de estúdio, compositor de jingles e produtor. Pouco tempo depois, Yanni tornou-se um dos artistas mais vendidos do selo Private Music.

Considerado um dos nomes de maior destaque no segmento instrumental, a fama de Yanni aumentou a partir de seu relacionamento com a atriz americana Linda Evans, no início da década de 1990. Por ser muito popular nos Estados Unidos na época, Evans foi a maior responsável pelo grande interesse da mídia pelo tecladista. Eles tiveram um relacionamento de amor que durou nove anos.

Por ser autodidata, Yanni não sabe ler ou escrever músicas do modo tradicional. Ao invés disso, inventou uma maneira própria de compor ainda na infância e continua criando suas músicas usando a mesma técnica até hoje, depois de quase vinte anos de carreira e mais de vinte e dois discos. Sua sonoridade é ao mesmo tempo acessível e elaborada, sempre unindo o pop e a música clássica. As composições de Yanni também ficaram famosas nos Estados Unidos após terem sido usadas em programas de televisão e na abertura dos Jogos Olímpicos. Yanni é adepto da Nova Era, ele e sua ex-esposa Linda Evans estavam envolvidos na meditação oriental.

Em 2003, Yanni lançou sua autobiografia com a co-autoria de David Resin. No livro o músico relata suas memórias, partindo da primeira infância na Grécia, o início do aprendizado de piano, o amor de seu pai, considerado por ele uma lição para toda vida. Avança para sua mudança para os Estados Unidos, seus estudos em Minnesota e seu relacionamento de anos com a atriz Linda Evans. Ao tratar do sucesso que sua música alcançou em todo o mundo, fala sobre os percalços que enfrentou, a depressão que ameçou-o por algumas vezes e de seu empenho para não rotular de new age a música que produz. O lançamento do livro coincidiu com o lançamento do seu 13o. álbum, o Ethnicity, e foi considerado um best seller pelo New York Times.

(Origem: Wikipedia, a enciclopédia livre.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...